sábado, 6 de agosto de 2011

Henry Lee Lucas - Serial Killer

O próprio H. L. Lucas define sua mãe, Viola Lucas, como uma prostituta violenta. Viola batia nos filhos sem razão, e obrigava eles a assistir ela tendo relações sexuais com outros homens. Seu pai era um operário alcoólatra, que perdeu as pernas num acidente.
Lucas ficou 3 dias em coma ainda criança quando apanhou com uma prancheta de madeira. Numa briga com um meio irmão mais velho, Lucas foi ferido no olho, sua mãe não cuidou dele, então o olho infeccionou e teve que ser substituído por um olho de vidro.
Ainda criança Lucas foi obrigado a ir pra escola vestido de menina pela mãe.
Acabou entrando nas insanidades da mãe, aos 13 anos Lucas assumiu compromisso de sexo com seu meio irmão mais velho, que também levou ele a bestialidade e tortura de animais. Sua atividade favorita era cortar a garganta de pequenos animais e depois violar sexualmente seus cadáveres.




Lucas cometeu seu primeiro assassinato ainda adolescente, matou uma garota de 17 anos que não se entregou sexualmente a ele. Depois disso ele foi preso 6 meses por roubo. Quando saiu da prisão foi morar com sua meia irmã, e chegou a ficar noivo. Sua mãe desaprovou o noivado, e a briga chegou até o assassinato da mãe.
Ele negou que tenha matado a mãe, e diz que a atacou em legitima defesa. Lucas ficou preso mais 10 anos.
Depois disso conheceu Ottis Toole, e teve um caso com sua sobrinha. Foi nessa época que Lucas diz ter matado centenas de pessoas, tudo assistido por Toole, que também tinha um gosto pela necrofilia.
A sobrinha de Toole, Becky, acabou sendo a ultima vítima de Lucas, ela foi encontrada desmembrada, dentro de fronhas espalhados em um campo.




Prisão:

Lucas foi julgado e preso, condenado a sentença de morte, mas dizem que quando Lucas foi preso, foi mantido por 4 dias numa cela fria sem poder comer, beber ou dormir. Também não tinha contato com seu advogado. Para conseguir mudar a situação Lucas assumiu todos os assassinatos que os policiais afirmaram que era dele.

Depois disso ele assumiu o assassinato de centenas de mulheres, talvez com medo da represália da policia novamente. Falam também que ele acabou ganhando "liberdade" dentro da prisão. Ele assumia os assassinatos, em troca a policia dava uma "vida boa" pra ele dentro da cadeia.
Assim não se sabe ao certo quais foram os reais assassinatos de Lucas. Foram descobertas algumas mentiras, e confirmadas algumas verdades...
O conselho do Perdão do Texas, conseguiu mudar a sentença de morte dele para prisão perpétua. Lucas morreu com problemas no coração em 2001.

Henri Lee Lucas ainda afirmou que participou da seita satânica e canibalista "A Mão da Morte", que levou ele a participar de Snuff Movies. Também disse que ele deu o veneno para o culto de Jim Jones "Templo do Povo".





Existe um documentário sobre ele chamado: Henry - Portrait of a Serial Killer o link leva ao filme disponível no YouTube, sem legendas.

Nenhum comentário: