quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Fafrotskies - Chuva de objetos






Dentre tantos fenômenos inexplicáveis que ocorrem em nosso mundo, um em especial anda ganhando atenção nos últimos tempos por sua intrigante e peculiar forma de manifestação.
Este, chamado de "Fafrotskies" (abreviatura em inglês de "fall from the skies"), basicamente é descrito como chuvas de objetos que, ao longo dos tempos, têm sido vistos caindo do céu em diversas partes do mundo. Utilizada pela primeira vez pelo biólogo e ufólogo Ivan Sanderson, essa denominação se divide em duas categorias: orgânicas e inorgânicas. As do primeiro tipo incluem peixes, rãs, enguias, sapos, cobras, vermes, formigas, fungos, carne e sangue de animais. Já das inorgânicas fazem parte os tijolos, chapas metálicas, balas, pregos, carvão, neve fosforescente e os chamados cabelos de anjo (estranhas substâncias – consideradas por alguns ufólogos como orgânicas – que caem do céu e sublimam em seguida). Tais elementos caem sozinhos ou em chuvas, mas quase sempre em lugares de céu claro e limpo. Em casos raros, são coletados para análise e armazenados em recipientes herméticos que, ao serem abertos, desprendem mau cheiro. Entretanto, até o momento, não foram encontradas explicações plausíveis e conclusivas para esses fenômenos.
Alguns tentam explicar tais fenômenos alegando que os objetos caem do céu por conta da força de algum tornado, outros que são restos de comida de pássaros que sobrevoavam os locais, mas dezenas de casos que ocorreram pelo mundo todo (inclusive no Brasil) ainda estão sem soução. À seguir, os mais famosos:


Linha do Tempo de Fafrotskies inexplicados:

Fafrotskies de Peixes

1828: Joseph Muse alegou ter visto uma chuva de centenas de peixes de 10 ~ 18 cm de comprimento em Maryland, Cambridge.

1830: Peixes em decomposição "choveram" do céu na Índia.

1833: Em Fatehpur, também na Índia, 3000 ~ 4000 peixes desidratados caíram do céu.

Agosto de 1918: Nos arredores de Sunderland, também no Reino Unido, enguias mumificadas caíram do céu durante dez minutos.

1989: Durante uma garoa em Ipswich, Queensland (Austrália), Sardinhas começaram a cair do céu. Harold Degen, morador local, disse que a grama de seu quintal desaparecera sob a montanha de cerca de oitocentas Sardinhas que se formara ali.

Fafrotskies de Sapos

1922: Segundo o jornal Daily News do dia cinco de Setembro, uma chuva de sapos foi presenciada pelos moradores da cidade de Châlons-sur-Marne (atualmente chamada de Châlons-en-Champagne) durante dois dias.

12 de Junho de 1954: Silvia Mawdy refugiava-se com seu casal de filhos pequenos da chuva em Sutton Park, situado na cidade de Birmingham, quando disse ter presenciado uma chuva de sapos. Ela contou que os sapos caíam contra os guarda-chuvas das pessoas e depois para o chão, pulando ensandecidos, enojando os transeuntes.

1969: Segundo uma colunista de um renomeado jornal britânico, na cidade de Penn, situada em Buckingamshire, ocorrera uma chuva de sapos por lá também. Ela relatou o estranho fenômeno ao jornal London Sunday Express.

Fafrotskies de Jacarés

1877: Segundo o jornal The New York Times, J.L Smith contou que jacarés de cerca de 30 cm de comprimento caíram do céu em seu pomar, na Carolina do Norte. Ele contou também que eles pareciam ilesos e ao caírem, começaram a andar por lá como se nada tivesse acontecido.

1893: Na curva entre as ruas Wentworth e Anson, na cidade de Charleston (Carolina do Sul), um único jacaré foi visto caindo do céu.

Frafotskies de Tartarugas

11 de Maio de 1894: Segundo constou na revista Nature (publicada em 1930) uma tartaruga caiu do céu presa dentro de um pedaço de gelo, em Bovina, Mississipi.

Frafotskies de Insetos

1811: Uma quantidade enorme de lagartas caiu do céu no Reino da Saxônia (reino que existiu durante 1806 até 1918 na Alemanha).

Maio de 1858: A revista Annales de la Societe Entomologique de France relatou que larvas de Besouros rinocerontes caíram do céu aos montes em Mortagne, na França.

Frafotskies de Pássaros

Novembro de 1896: Pássaros mortos foram vistos caindo do céu de Baton Rouge, Louisiana, em grande quantidade. Era um misto de espécies no qual haviam patos, pica-paus e andorinhas.

Frafotskies de Sangue, cabelos e carne

Primeiro de Agosto de 1869: Em um dia ensolarado no estado de Los Nietos (Califórnia), durante três minutos uma chuva torrencial de sangue, cabelos e carne humana caiu do céu na fazenda de J. Batson. A área coberta pelos restos chegava a 8000 km² e parte dos cabelos chegava à 6 cm de comprimento.

27 de Agosto de 1968: Durante cerca de cinco minutos, na área de 1 Km que se extende entre Caçapava e São José dos Campos (isso mesmo, aqui no Brasil!) houve uma chuva de sangue e carne.


Acha que acaba por aí? Muito pelo contrário. Na Índia um pedaço de gelo do tamanho de um elefante caiu do céu, chegando a ser registrado no Annual Report of the British Association for the Advancement of Science, e em Ramsgate houve uma chuva de 40 ~ 50 moedas de dinheiro. Nos EUA houve relatos até de nuvens de dólares que caíram do céu. Policiais apreenderam as notas e calcularam o valor total delas, concluindo que chegavam a sete mil dólares. Curiosamente, o dinheiro jamais foi requerido, como se não houvesse dono.

FOTOS:






Nenhum comentário: