quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Serial Killers - Aileen Wuornos


Aileen Carol Pittman nasceu em 29 de fevereiro de 1957 em Rochester, filha de pais adolescentes separados antes mesmo de seu nascimento, em 1960, sua mãe, Diane Pratt, a abandonou junto com o irmão Keith, e ambos foram adotados pelos avós, Lauri e Britta Wournos. Seu pai, tirano e psicopata, foi preso, em 1969, onde se suicidou. Tinha comportamentos automutilantes durante a infância e engravidou do próprio irmão, aos quatorze anos foi internada em um centro para as mães que entregam seus filhos para adoção. Em 1971, deixou sua casa e começou na profissão de prostituta, em lugares diversos, e cometendo pequenos crimes.
Normalmente utilizava apelidos como: Sandra Kretsch, Lee Blahover, Lori Grody e Cammie Greene. Em 1974 foi presa pela primeira vez por dirigir bêbada e atirando em um carro. Já em 1976 seu irmão, Keith, morreu de câncer e Aileen herdou dez mil dólares de seu seguro de vida, que rapidamente gastou em luxos e em um carro novo. Casou-se em Miami com Lewis Fell, mas o casamento durou pouco. Em 1981 foi condenada por roubo no estado da Flórida e cumpriu treze meses de prisão. Outras apreensões ocorreram por uso de cheques sem fundo, roubar uma arma, dirigir sem licença, resistência a autoridade, falsidade de informação, roubo de carro, excesso de velocidade, intimidação, etc.
Passou a freqüentar ambientes lésbicos e namorou com Tyra Moore, com quem permaneceu por 4 anos.. Um ano depois convenceu sua amante que deveria vingar-se dos homens por tudo o que eles tinham feito com elas por toda a vida e começou a matança.
Sua primeira vítima foi Richard Nallory, um eletricista de 51 anos encontrado com três tiros de bala. Aileen o matou após ter sido, por ele, espancada, estuprada e ameaçada de morte. Ao que tudo indica, sua primeira vítima foi feita em legítima defesa. Seis meses depois outro homem foi morto com seis tiros, e sem identificação. Matou ao menos seis homens, entre quem havia Charles Carskaddon, Peter Siems, Eugene Burress, Dick Humphreys e Walter Antonio. Aileen foi encontrada junto com sua companheira através de denúncias. Confessou os seis assassinatos e depois de um longo julgamento e um exame psiquiátrico, foi condenada a morte e executada, por ordem de Jeb Bush, por meio de injeção letal no dia 9 de Outubro de 2002.
Na prisão foi diagnosticada com transtorno de personalidade borderline, uma doença mental causada por longa exposição a traumas e que faz seus portadores cometerem esforços frenéticos para se evitar um abandono, além de serem bastante impulsivos.

Entrevista com Aileen um dia antes de sua execução

Aileen Wuornos gone insane

Nenhum comentário: