quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Serial Killers - João Acácio Pereira da Costa


João Acácio Pereira da Costa nasceu em 24 de junho de 1942 em Santa Catarina e ficou órfão com apenas quatro anos dando início a sua vida no crime. Na década de 60 começou a roubar, arrombando as portas das residências com um macaco de automóvel e sem que soubessem de sua identidade, ganhou o seu primeiro apelido: Homem do Macaco.
Na adolescência fugiu da cidade por causa dos roubos cometidos e foi morar em Santos, onde se dizia filho de fazendeiros e bom moço, levava uma vida pacata no lugar que escolheu pra morar, praticando seus crimes somento em São Paulo e voltando para Santos. Só atacava mansões e por sempre cometer os crimes nas últimas horas da madrugada, cortando a energia da casa, usando um lenço para cobrir o rosto, vestindo terno, colete, luvas de couro e carregando uma lanterna com bocal vermelho além de dois revólveres, “um 38, para os ricos; um 32, para a polícia” ficou conhecido como o "Bandido da Luz Vermelha", em referência ao criminoso estadunidense Caryl Chessman, que tinha o mesmo apelido e foi executado na câmara de gás de San Quentin, Califórnia, por 17 acusações de estupros e seqüestros. Chessman agia sob uma Lâmpada vermelha igual dos carros de polícia e sempre alegou ser inocente. Todo o dinheiro dos assaltos era usado com mulheres e boates.
Gostava de imitar o jeito de se vestir e de cantar de Roberto Carlos e usar ternos parecidos com os dos Beatles. Era apaixonado por filmes de faroeste: "Pistoleiros ao Entardecer", estrelado pelo ator inglês Randolph Scott, era o seu predileto. Fascinado pela cor vermelha tinha sua casa toda decorada nessa cor que ele dizia ser "a cor do diabo".
Ele permaneceu impune por seis anos e a polícia só conseguiu identificá-lo após ele deixar suas impressões digitais na janela de uma das masões. Cometeu oficialmente 88 delitos: 77 assaltos, dois homicídios, dois latrocínios e sete tentativas de morte, todos confessados. Suspeita-se também de que ele tenha estuprado mais de 100 mulheres, porém as vítimas nunca deram queixa.
Acácio foi preso em 8 de agosto de 1967 enquanto estava foragido no Paraná e o comentário era de que ele recebia muitas visitas de mulheres desconhecidas que choravam sua ausencia, com medo de ser envenenado só comia se o alimento fosse provado por alguém na sua frente.. Condenado a 351 anos de prisão após cumprir os 30 previstos em lei, foi libertado em 26 de agosto de 1997, ganhando fama na cidade onde passou a morar, tinha obsessão em vestir roupas vermelhas e quando alguém lhe pedia um autógrafo ele simplesmente escrevia a palavra "Autógrafo" no papel. Porém a sua liberdade não durou muito tempo mesmo dizendo “de briga não vou morrer (…) se me matarem vai ser de bala de ouro” em 5 de janeiro de 1998 foi assassinado com um tiro de espingarda durante uma briga com um pescador na cidade de Joinville.



Cinema e TV




Sua vida de crimes inspirou o filme “O Bandido da Luz Vermelha” do cineasta Rogério Sganzerla em 1968. Esse filme porém tem uma continuação ainda sem data de estréia em “Luz nas Trevas – A Volta do Bandido da Luz Vermelha, “Luz Vermelha” está preso e descobre que tem um filho chamado “Tudo ou Nada”, que seria o verdadeiro bandido.


Foi sátirizado pelos humoristas do programa Hermes & Renato onde até fez um clipe com "Demo Lock MC" (uma sátira de satanás), abaixo segue o link de alguns vídeos do programa.


Melô do Bandido da Luz Vermelha




Hermes & Renato A Hora do Show com Bandido da Luz Vermelha




Demo demoro clipe hermes e renato


Nenhum comentário: